IPCom quer barrar HTC no mercado alemão

A companhia alemã de patentes IPCom planeja barrar o mais cedo possível a venda de todos os smartphones da HTC na Alemanha, outro golpe para a empresa taiwanesa dois dias após ter abalado o mercado ao revisar para baixo suas previsões para o quatro trimestre.

O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2011 | 03h05

A IPCom informou ontem que tentará uma liminar baseada em decisão de 2009 de uma corte de Mannheim, depois que a HTC, quarta maior vendedora global de smartphones, retirou sua apelação no caso de disputa de patentes, que deveria ser decidido na semana que vem.

"A IPCom agora pretende executar essa liminar no prazo mais curto possível", disse a companhia em comunicado. "Utilizaremos o direito concedido pelas cortes, provavelmente resultando no desaparecimento de dispositivos da HTC de lojas durante a crucial época de Natal."

Nenhum representante da HTC estava disponível para comentários.

A IPCom tem travado uma batalha judicial há anos contra a HTC e a Nokia em cortes europeias. A companhia adquiriu a carteira de patentes de telefonia da Bosch, criada entre meados dos anos 1980 e 2000, e que inclui cerca de 160 famílias de patentes no mundo todo, incluindo alguns registros importantes na indústria de telefonia móvel. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.