Ipem apreende 846 brinquedos em São Paulo

Com a proximidade do Dia da Criança, os fiscais do Instituto de Pesos e Medidas de São Paulo (Ipem-SP) realizaram nos últimos dias 3 e 4 de outubro uma blitz em estabelecimentos comerciais que vendem brinquedo na região do Pari, zona Leste da capital paulista. Nos dois dias de fiscalização, foram verificados 16.048 brinquedos, dos quais foram apreendidos 846 produtos. Os produtos não tinham o selo de certificação de segurança do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).O selo do Inmetro garante que o produto foi testado e avaliado em laboratórios especializados em brinquedos, além de estar dentro das normas técnicas de segurança. De acordo com o Ipem-SP, o consumidor deve verificar também se o brinquedo possui as informações obrigatórias na embalagem, que são: idade a que se destina o brinquedo, instruções de uso, número de peças e identificação do fabricante, com nome da empresa, endereço e o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Existem três tipos de irregularidades que são passíveis de multa e apreensão pelo Ipem-SP: brinquedos sem o selo do Inmetro, sem as informações obrigatórias na embalagem e produtos com selos falsificados. Os responsáveis pelas irregularidades terão prazo de 15 dias para apresentar defesa. O consumidor que encontrar alguma irregularidade na embalagem de produtos pode ligar para o Instituto, que atende denúncias e reclamações pelo telefone 0800-130522, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.Operação nacionalOs Institutos de Peso e Medida de todo o país em conjunto com o Inmetro estão realizando uma operação de fiscalização de brinquedos, até o final desta semana. Assim como na fiscalização do Ipem-SP, serão recolhidos das prateleiras todos os produtos sem o selo de certificação e que não estejam de acordo com as normas técnicas. De acordo com o Inmetro, em 2001 foram fiscalizados cerca de 5,9 milhões de brinquedos e foram apreendidos 76.319 brinquedos, nestas operações especiais. Entre janeiro e agosto deste ano, a fiscalização já vistoriou cerca de 1,3 milhão de brinquedos e apreendeu 14.532 em todo país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.