Ipem reprova 32 produtos da cesta básica em SP

O Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-SP) da Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania do governo do Estado de São Paulo examinou hoje 73 produtos da cesta básica do Estado de São Paulo. Dos produtos analisados, 32 apresentaram quantidade ou peso abaixo da especificada na embalagem. Chamada de Operação Cesta Básica, esta análise envolve produtos coletados em dezenas de supermercados paulistas. Em caso de irregularidade, os fabricantes podem ser punidos com multas de até R$ 2,4 mil. Em São Paulo, o Ipem verificou 29 produtos e oito apresentaram irregularidades. Os principais erros foram encontrados na farinha de mandioca CPO Belo, de 1 quilo, com 5,80 gramas a menos na média; no café Ki Café, de 500 gramas, que apresentou 2,70 gramas a menos na média; e no feijão carioca Vó Laura, de 1 quilo, que apresentou 5,20 gramas a menos na média. No Interior paulista, o órgão examinou 44 produtos e constatou problemas em 24 produtos, que apresentaram peso inferior ao indicado na embalagem. As principais irregularidades foram no biscoito cream cracker Santa Marta, de 200 gramas, que apresentou 15,50 gramas a menos na média e ainda nove embalagens com erro de até 29,0 gramas a menos. Também foram listados o biscoito chocolate Bauducco, de 180 gramas, com 5,20 gramas a menos na média e três unidades com erro de até 10,50 gramas a menos, e o queijo ralado Teixeira, de 50 gramas, com 1,0 grama a menos na média. Os fabricantes terão prazo de 15 dias para apresentar defesa ao Ipem-SP contra as irregularidades constatadas nos laboratórios de análise de produtos do órgão. Os responsáveis pelos erros nas embalagens poderão ser punidos com multa de até R$ 2,4 mil. O valor da multa dobra em caso de reincidência.

Agencia Estado,

03 Dezembro 2001 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.