Ipevecon: condomínio tem queda de 16,82%

Pesquisa realizada pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (AABIC) revela que, em janeiro, os valores referentes aos condomínios de prédios na cidade de São Paulo, medido pelo o Índice Periódico de Variação dos Custos Condominiais (Ipevecon), registraram uma queda de 16,82% em relação a dezembro do ano passado. No entanto, essa queda é sazonal, própria do período em que as despesas com o 13º salário são desconsideradas. "Com o fim das despesas sazonais de novembro e dezembro, quando se paga o 13º salário dos funcionários de edifícios, os custos condominiais retornaram ao seu patamar normal, com valores semelhantes aos registrados em outubro de 2000", afirma o presidente da entidade, José Roberto Graiche.No acumulado de 12 meses, encerrados em janeiro, o Ipevecon apresenta alta de 4,34%, sendo que no mesmo período, a inflação medida pelo IGP-M ficou em 9,29%. Para fevereiro, afirma Graiche, a expectativa é de uma ligeira redução do Ipevecon, em razão do pagamento do Fundo de Garantia sobre o 13º salário, efetuado ainda em janeiro. "Ao longo do ano, as quotas condominiais deverão acompanhar a economia nacional estável, sem motivos para grandes sobressaltos", conclui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.