IPO do LinkedIn deve testar apetite do mercado de ações

Os planos do LinkedIn de abrir seu capital este ano podem servir como teste para o apetite dos investidores por sites de redes sociais, antes da aguardada oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) do Facebook. O LinkedIn anunciou na última quinta-feira sua intenção de abrir capital, preparando terreno para que a empresa cofundada em 2002 por Reid Hoffman, ex-executivo do PayPal, se torne a primeira rede social a fincar sua bandeira em Wall Street.

, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2011 | 00h00

Ontem, a companhia arquivou pedido no órgão regulador do mercado de capitais americano para uma oferta inicial de ações que pode levantar até US$ 175 milhões. O número de ações que serão emitidas e a faixa de preço estimada ainda não foram informados pelo LinkedIn.

Muitos investidores, no entanto, aguardarão a oferta do LinkedIn para avaliar o apetite pelo Facebook, avaliado em US$ 50 bilhões. ''O Facebook claramente atraiu interesse maior pelo setor e creio que haja muita demanda (por mais ofertas de ações de empresas de internet),'' disse Rory Maher, analista da Hudson Square Research.

O interesse dos investidores e as avaliações de companhias de internet de capital fechado, como Facebook, Zynga e Groupon, vêm aumentando. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.