finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

IPTU de São Paulo tem correção de 6,04%

O proprietário de imóvel do município de São Paulo vai pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), relativo ao exercício de 2001 com correção de 6,04% sobre o valor do ano passado. O contribuinte tem a opção de pagar o imposto à vista, com desconto de 5%, ou em 10 parcelas mensais sem desconto. Em caso de atraso, há multa de 10% e juro de 1% ao mês a partir do mês seguinte ao do vencimento.A data-limite para o pagamento da cota única ou primeira parcela do IPTU dos maiores contribuintes é 22 ou 23 de janeiro, independentemente do CEP desses imóveis. Para os demais proprietários, os carnês começarão a ser enviados pelo correio a partir do dia 18 e o vencimento da cota única ou primeira parcela ocorrerá a partir do dia 2 de fevereiro, em uma ordem que leva em conta a localização do imóvel pelo CEP.Imóveis residenciais com até 90 m² e valor venal até R$ 22.400 estão isentos do pagamento do IPTU. Também têm direito à isenção o aposentado, pensionista e beneficiário de renda mensal vitalícia da Previdência Social que possua apenas um imóvel no município, resida nesse imóvel e receba benefício de até três salários mínimos (R$ 468,00). Quem estiver nessa condição mas ainda sem cadastro na prefeitura pode requerer o benefício na Avenida Brigadeiro Tobias, 691, das 9 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. O pedido, no entanto, só poderá ser feito em fevereiro. Isso porque um dos documentos exigidos pela prefeitura é o comprovante de recebimento do benefício do mês de janeiro deste ano. Quem recebe pelo INSS só terá esse documento em fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.