finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

IR: como os atrasados devem fazer a declaração

Nem todos os contribuintes conseguiram enviar a declaração de ajuste anual do Imposto de Renda de 2001, ano base 2000, dentro do prazo normal, que terminou dia 30. Depois dessa data, a Receita Federal já recebeu mais de 40 mil declarações em atraso. Quem não declarou terá de pagar multa mínima de R$ 165,74. Para quem tem tributo a pagar, a multa pode chegar a 20% do imposto devido. As declarações atrasadas, feitas em formulário de papel ou disquete, poderão ser entregues nas delegacias regionais da Receita. Os contribuintes podem enviá-la pela Internet (www.receita.fazenda.gov.br), baixando o programa do IRPF no próprio computador. Quem tem patrimônio de até R$ 20 mil também pode-se fazer a declaração pelo ReceitaFone (0300-78-0300) ou pela Internet, usando o formulário on-line.RetificaçãoA pressa para não perder o prazo pode ter feito muita gente entregar a declaração com algumas incorreções, como a omissão de uma fonte pagadora ou de algum bem. Nesse caso basta enviar outra com os dados corretos, devendo assinalar no campo específico que a declaração é retificadora. Assim, a Receita vai ignorar a que foi enviada anteriormente e considerar apenas a última versão. CPF canceladoQuem teve o Cadastro de Pessoa Física (CPF) cancelado por não ter declarado o Imposto de Renda nos últimos anos também foi orientado a fazer a declaração do Imposto de Renda deste ano. Luiz Monteiro, auditor da Receita Federal, explica que, se a declaração foi enviada pela Internet, o CPF desse contribuinte ficará automaticamente regularizado. Se foi em formulário impresso, a regularização só será feita quando a declaração for analisada pela Receita.Na análise de Monteiro, para quem não fez a declaração, o mais indicado é a regularização do CPF nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, porque essas instituições estão ligadas com a Receita Federal e podem concluir o processo de regularização. Basta o contribuinte pagar uma taxa de R$ 4,50 e apresentar os seguintes documentos: RG, título de eleitor, comprovante de residência e número do CPF. A regularização do documento pode ser feita também nas agência dos Correios.Restituição A Receita promete liberar o primeiro lote de restituição no dia 15 de junho e até dezembro outros seis lotes deverão ser liberados. Terão prioridade no recebimento os contribuintes que enviaram a declaração por meio da Internet. Depois das declarações da Internet, a prioridade será dada às declarações entregues em disquete e, em seguida, por telefone. Os últimos a receber a declaração serão os contribuintes que fizeram o Imposto de Renda em formulário de papel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.