IR: informes devem ser entregues até o dia 28

Até o dia 28, as empresas devem entregar a seus funcionários os informes de rendimento referentes ao ano de 2001. O prazo vale também para que os bancos enviem a correntistas e investidores os extratos com saldos e rendimentos. É com base nas informações contidas nesses documentos que o contribuinte vai fazer sua declaração de ajuste anual do Imposto de Renda de 2002, ano-base 2001. Essas informações também serão usadas pela Receita Federal para a conferência de dados da declaração. Se houver divergência, a declaração poderá ficar retida na malha fina. Esse é um dos motivos que fazem com que muitas restituições não sejam liberadas na data prevista. Para evitar problemas, o contribuinte deve ficar atento aos dados informados pelas empresas. Se constatar que as informações estão diferentes dos valores que recebeu durante o ano, deve pedir à empresa revisão dos dados. No documento, deve constar, basicamente, o total de rendimentos tributáveis e não-tributáveis, rendimentos sujeitos à tributação exclusiva, deduções e Imposto Retido na Fonte (IRF). No informe, também deve constar, obrigatoriamente, o nome da fonte pagadora e seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o nome do beneficiário e seu Cadastro de Pessoa Física (CPF). Quem deixar de fornecer o informe de rendimentos até o dia 28 ficará sujeito à multa de R$ 41,43 por documento. DeclaraçãoOs formulários para a declaração do IR deste ano, que deverá ser entregue até o dia 30 de abril, terão poucas modificações em relação aos de 2001. Uma delas se refere aos códigos das profissões, que foram alterados no ano passado. Mas, como ocorreram alguns problemas, a Receita decidiu fazer ajustes. Já o formulário simplificado terá um campo para que o declarante informe todas as fontes pagadoras. Antes, era informada apenas a fonte principal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.