Iraque e inflação pressionam e o dólar sobe na abertura

O alívio que existiu com alguns sinais de que tornava-se mais distante a possibilidade de uma guerra ao Iraque teve curta duração e o dólar perdeu o fôlego de queda na tarde de ontem e continuou no mesma direção, retomando o caminho de alta na abertura desta manhã. O dólar abriu em alta de 0,56%, cotado a R$ 3,602, e em seguida, às 10h12, acelerou um pouco a alta, para 0,64%, cotado a R$ 3,605. No front interno, há uma informação que também pesa desfavorávelmente nas mesas de negócios: a taxa de inflação da Fipe, que continua no teto das expectativas. A taxa da primeira quadrissemana de fevereiro foi de 2,23%, quando o mercado estimava inflação entre 2,10% e 2,30%. Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.