Dario Oliveira/Código-18
Dario Oliveira/Código-18

IRB Brasil abre capital e levanta R$ 2 bilhões

Em sua terceira tentativa de se listar na Bolsa, a oferta foi apenas secundária, ou seja, todo o capital movimentado foi para o bolso dos acionistas

Aline Bronzati e Fernanda Guimarães, Broadcast

27 Julho 2017 | 22h23

O ressegurador IRB Brasil Re levantou R$ 2 bilhões em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), tirando da gaveta a abertura de capital que vinha sendo planejada há dois anos. Em sua terceira tentativa de se listar na Bolsa, a oferta foi apenas secundária, ou seja, todo o capital movimentado foi para o bolso dos acionistas, entre eles Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Caixa.

A oferta de ações do IRB era apontada como uma das formas de o governo angariar recursos para suas contas fiscais. No entanto, a União, que possui 11,68% do IRB, não foi vendedora. Já o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc) reduziu sua fatia, o que lhe dará liquidez e capacidade para fazer frente à inadimplência do programa de crédito estudantil do governo, o Fies.

A ação do IRB foi fixada em R$ 27,24, no piso da faixa indicativa, estabelecida entre R$ 27,24 e R$ 33,65. A estreia da empresa na B3 será na próxima segunda, dia 31.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.