Irlanda, Espanha e Grécia realizam leilões de bônus bem-sucedidos

A Irlanda passou por mais um teste de confiança nesta terça-feira, alocando todo o lote pretendido de bônus, após, entretanto, estabelecer um preço inferior (yield maior) ao do leilão anterior.

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

21 de setembro de 2010 | 08h28

O governo irlandês vendeu € 500 milhões de bônus com vencimento em janeiro de 2014, cupom de 4%, ao yield médio de 4,767%, atingindo uma média de ofertas feitas e aceitas de 5,1. O governo vendeu também € 1 bilhão em bônus com vencimento em outubro de 2018, cupom de 4,5%, ao yield médio de 6,023%, atingindo uma média de ofertas feitas e aceitas de 2,9.

No leilão anterior, os papéis com vencimento em 2014 ofereceram yield médio de 3,661% e os papéis de vencimento de 2018 ofereceram yield médio de 5,120%.

O spread do bônus de 10 anos da Irlanda estreitou-se 16 pontos-base em relação ao spread do bund alemão (papel de referência na Europa) para 394 pontos-base.

Na semana passada, o mercado secundário de bônus do governo da Irlanda registrou fraco movimento, projetando o spread do yield dos papéis do país para nível recorde de alta em relação ao bund alemão, refletindo temores quanto aos custos relacionados a ajuda do governo ao Anglo Irish Bank e de que a Irlanda precisaria recorrer à Linha Europeia de Estabilidade Financeira.

O estrategista do Credit Agricole CIB, Peter Chatwell, observou que o mercado secundário de bônus irlandeses está sem liquidez e os investidores têm preferido comprar bônus nos leilões primários onde há maior oferta.

A Espanha e a Grécia também foram ao mercado em busca de recursos. A Espanha vendeu € 7,036 bilhões em T-bills de 12 e 18 meses, e a Grécia vendeu € 390 milhões em T-bills de 13 semanas. Ambas operações tiveram sucesso e o yield dos papéis de governos da periferia da zona do euro diminuíram no mercado secundário.

O spread do bônus de 10 anos da Espanha estreitou-se 5 pontos-base em relação ao bund alemão para 170 pontos-base; e o spread do bônus português estreitou-se 16 pontos em relação ao bund alemão para 373 pontos-base; o spread do bônus grego estreitou-se 16 pontos-base em relação ao bund alemão para 890 pontos-base. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
irlandaespanhagrécialeilõesbônus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.