Irlanda quer dobrar prazo para pagar socorro de 2010

A TV pública irlandesa revelou ontem que a Europa poderia ampliar de 15 para 30 anos o prazo para que a Irlanda faça a devolução do dinheiro do pacote que pediu em 2010 para evitar um colapso de sua economia.

O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2012 | 03h09

A Comissão Europeia garantiu que a notícia não tinha fundamento. Mas não nega que o debate vem ganhando força, principalmente depois que a Espanha conseguiu uma ajuda para seus bancos e a Alemanha indicou que poderia rever o prazo para o cumprimento das exigências na Grécia. O FMI já indicou que apoia a ampliação do prazo.

Dublin recebeu em 2010 um resgate de 85 bilhões para pagar em 15 anos, depois que a quebra de seus bancos ameaçou toda a economia. Agora, o governo irlandês acusa a Europa de dar tratamento preferencial para outros países e exige também uma revisão do acordo. / JAMIL CHADE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.