Iseb: mercado parece ter achado equilíbrio em cenário

O mercado parece ter encontrado um ponto de equilíbrio na formação das expectativas, projetando um cenário típico de tendência, que mantém, em linhas gerais, o quadro econômico atual. A avaliação é do Departamento Econômico da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e consta do Informativo Semanal de Economia Bancária (Iseb), que a entidade divulga todas as segundas-feiras.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

12 de agosto de 2013 | 18h25

Este suposto ponto de equilíbrio, de acordo com os economistas da Febraban, está associado, em primeira instância, à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho próximo de zero. O indicador registrou em julho uma ligeira inflação de 0,03% ante uma alta de 0,26% em junho. "Ainda que dentro do esperado pelo mercado, o IPCA de julho próximo de zero acabou contribuindo de forma importante para a melhoria das expectativas do mercado, escrevem o documento os economistas da Febraban.

"Na mesma linha, notícias positivas da China, afastando, ao menos num cenário de curto e médio prazos, um processo de "hard landing" (desaceleração brusca da atividade econômica) também contribuiu para os mercados encerrarem a semana passada e começarem esta em clima mais otimista."

Ainda assim, de acordo com o Iseb, o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC) praticamente se manteve inalterado em relação ao quadro da semana anterior. De fato, os números trazem pequenas variações em torno de um cenário para 2013 e 2014. Para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), as projeções apontam para uma alta na faixa de 2,2% e 2,5%, respectivamente. O IPCA, segundo os analistas do mercado, deve fechar em 5,74% neste ano e de 5,85% em 2014. O câmbio deve continuar rodando em R$ 2,25 neste ano e em R$ 2,30 em 2014 e a taxa Selic chegando a 9,25% ao ano e permanecendo neste patamar até dezembro de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
FebrabanIseb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.