bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Isenção de IR para estrangeiros vale até dia 14; medida está no Senado

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, afirmou nesta terça-feira que tem "expectativas muito positivas" de que da medida provisória 281, que isentou de Imposto de Renda (IR) as aplicações de estrangeiros em títulos públicos, seja aprovada pelo Senado antes que ela venha a perder a validade. O prazo final é o próximo dia 14 de junho, véspera do feriado de Corpus Christi. Appy destacou que a MP tem efeitos benéficos para o País porque ajudou a reduzir o custo das emissões de longo prazo do Tesouro Nacional. Segundo ele, além disso, o impacto na arrecadação foi pequeno para os ganhos obtidos. Questionado sobre se o governo estaria preparado para o caso de o Senado não votar a MP, Appy se limitou a responder: "Sempre estamos preparados para outras possibilidades". Ao ser indagado se haveria um plano B, em caso de não-votação, Appy não quis responder e reiterou apenas que o governo está preparado para todas as possibilidades. O secretário participou de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, sobre concessão de incentivos fiscais pelos estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.