Divulgação
Divulgação

Isqueiro inteligente envergonha fumante para ajudá-lo a largar o cigarro

Equipamento criado por designer dos Estados Unidos acende o cigarro, mas conta quantos já foram fumados e relembra quando foi a última tragada

Economia & Negócios,

14 de maio de 2014 | 15h31

SÃO PAULO - Os fumantes que desejam parar de fumar ou controlar o vício para reduzir o consumo de cigarros podem contar agora com um isqueiro inteligente que ajuda nessa tarefa.

O isqueiro eletrônico constrange o fumante a cada vez que ele acende um cigarro, mostrando quantos ele já fumou e quando deu a última tragada.

O propósito é o de envergonhar o fumante e tentar fazê-lo desistir a cada cigarro, reiterando a extensão do seu hábito.

O isqueiro também pode ser colocado em modo temporizador, ou programado para trabalhar por períodos definidos para ajudar os fumantes a evitar o cigarro durante determinado período.

Ele acende cigarros usando um aquecedor eletrônico semelhante ao utilizado em veículos, e os componentes eletrônicos contam cada cigarro que é aceso.

Os desenvolvedores afirmam que o Quitbit só irá rastrear o fumo do usuário, ou seja, ele não conta o cigarro aceso pelo amigo quando o isqueiro é compartilhado.

O Quitbit lembra um isqueiro Zippo, só que munido de uma tela semelhante à de um celular em tamanho menor. Um aplicativo mostra ao fumante quanto ele vem gastando com o vício, ou quanto economizou, no caso de ter diminuído ou abandonado o cigarro.

Facebook. O aplicativo também permite ao usuário entrar em contato outras pessoas que tentam deixar de fumar, e facilita o diálogo pelas redes sociais.

O Quitbit foi criado por dois designers de Boston, nos Estados Unidos, e está sendo vendido pelo equivalente a R$ 330,00.

O isqueiro inteligente utiliza uma bateria recarregável de lítio, com autonomia para uma semana se o usuário fuma um maço por dia.

O aparelho tem conexão bluetooth e é compatível com sistemas iOS 5 e Android. Os dados registrados formam uma base de dados de longo prazo que pode ser usado para definir metas.

 

Os progressos pode ser compartilhado scom a comunidade do Quitbit ou com amigos no Facebook e no Twitter.

Tudo o que sabemos sobre:
TAbagismoIsqueiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.