Itália abre investigação sobre possível manipulação da taxa de juros

Foco da investigação é a Euribor, que serve de referência para o crédito interbancário em euros

Sergio Caldas, da Agência Estado,

20 de julho de 2012 | 11h49

Uma corte italiana iniciou uma investigação sobre a possível manipulação da taxa Euribor, que serve de referência para o crédito interbancário em euros, informaram hoje dois grupos italianos de defesa do consumidor.

Michele Ruggiero, um procurador da cidade de Trani, no sul da Itália, abriu um inquérito criminal sobre um suposto esquema criado com o objetivo de manipular a Euribor, segundo a página na internet da Federconsumatori.

A investigação teve início após pedido feito pela Federconsumatori e Adusbef, que defendem os direitos do consumidor na Itália. De acordo com a Adusbef, detentores de hipoteca italianos sofreram perdas de pelo menos 3 bilhões de euros (US$ 3,7 bilhões) devido à manipulação da Euribor.

Ruggiero ordenou à polícia tributária do país que reúna documentos relevantes e formou um grupo de especialistas para conduzir a investigação. O procurador também investiga as principais agências de classificação de risco, que de um ano para cá reduziram a nota de crédito da dívida soberana da Itália, por suposta conduta inapropriada.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.