Itália: Inadimplência atinge nível mais alto desde 1999

O montante total de empréstimos inadimplentes dos bancos italianos continuou subindo em agosto e atingiu picos não vistos desde 1999, segundo dados da Associação bancária Italiana (ABI).

AE, Agencia Estado

15 de outubro de 2013 | 11h18

Os empréstimos inadimplentes brutos cresceram 22,4%, para 141,8 bilhões de euros (US$ 191,3 bilhões), em comparação com agosto do ano passado. O crédito inadimplente líquido aumentou 28,6%, para 73,4 bilhões de euros.

A ABI afirmou que o valor bruto, como porcentagem dos empréstimos totais, é o mais alto desde 1999, mas ainda está longe do nível máximo atingido em 1996. Segundo a ABI, em dezembro de 1999 os empréstimos inadimplentes brutos correspondiam a 7,2% do total, enquanto em agosto desde ano correspondiam a 7,3%.

A associação também informou que a proporção entre empréstimos e depósitos no sistema bancário da Itália era de 108% em agosto, sinalizando que os bancos não conseguiram levantar recursos de seus clientes num montante maior que os empréstimos que fizeram. Isso expõe os bancos ao risco do empréstimo interbancário, que congelou no auge da crise financeira global. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliainadimplência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.