Itália propõe plano de € 25 bi em novos impostos

Medidas incluem também mudanças no sistema previdenciário para elevar o tempo de trabalho

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

30 de novembro de 2011 | 10h09

MILÃO - O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, apresentou uma proposta para criar novos impostos no valor de 25 bilhões de euros para os próximos dois anos em uma reunião dos ministros das Finanças da zona do euro, afirmou o jornal La Stampa, sem citar fontes.

As medidas apresentadas por Monti incluíram 5 bilhões de euros em receita com um imposto imobiliário; um aumento no imposto de valor agregado e mudanças para o sistema previdenciário para fazer com as pessoas trabalhem por mais tempo. As medidas serão aprovadas pelo Gabinete da Itália no dia 5 de dezembro.

Monti rejeitou a pressão para que o Ministério das Finanças aprovasse novas regras que tornam mais fácil contratar e demitir trabalhadores, considerando que isso não era politicamente viável no momento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaMontiplanoimpostos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.