coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Itamaraty discutirá Embraer x Bombardier no dia 10

O sub-secretário de Integração, Assuntos Econômicos e Comércio Exterior do Itamaraty, embaixador Clodoaldo Hugueney, participou nesta quarta-feira de reunião durante todo o dia com o vice-presidente de Relações Exteriores da Embraer, Henrique Rzezincky. Ao sair, o embaixador disse que está tomando conhecimento mais aprofundado da disputa envovendo a Embraer e a Bombardier e que também está se preparando para a reunião sobre o assunto com o diretor geral de Política Comercial do Canadá, Claude Carrier, no próximo dia 10 de abril, no Rio de Janeiro. Hugueney afirmou que os dois países estão sempre procurando resolver a questão bilateralmente, pois "retaliações comerciais não interessam a ninguém", mas frisou que até o momento não foi possível nenhum entendimento e as partes "ainda estão muito longe disso". Segundo o embaixador, paralelamente às reuniões com o Canadá, estão correndo em Genebra os prazos junto à OMC sobre essa disputa comercial. O Brasil se diz afetado em US$ 4 bilhões por subsídios concedidos pelo governo do Canadá à Bombardier, que ainda não está na fase de autorização para retaliações ao país nesse montante. O Canadá, por sua vez, já foi autorizado a retaliar o Brasil em US$ 230 milhões por ano, mas ainda não o fez. "A retaliação não interessa nem ao Brasil nem ao Canadá, pois afeta um monte de gente que não têm nada a ver com a história e não traz nenhum benefício para o prejudicado", afirmou Hugueney, que assumiu o cargo há cerca de dez dias.

Agencia Estado,

27 de março de 2002 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.