Itaú desiste de comprar o Sudameris

O Itaú e a IntesaBCI desistiram do negócio envolvendo o Banco Sudameris Brasil. O Itaú divulgou hoje um fato relevante informando que as instituições decidiram terminar o contrato de aquisição de 94,58% das ações do Sudameris pelo Itaú, que havia sido assinado em 3 de maio de 2002. Segundo o comunicado, as partes não alcançaram um acordo satisfatório com relação ao ajuste de preço que vinha sendo conduzido conforme previsto no contrato. As partes reconhecem que o distrato é no seu melhor interesse e que não resultará em penalidade de qualquer natureza para as partes envolvidas. "Depois de agir em boa fé ao longo das negociações, as partes lamentam a oportunidade perdida e reafirmam seu bom relacionamento", diz o fato relevante. O Itaú ressalta, assim, que o fim do acordo com a Intesa não resultará em nenhum impacto no seu lucro nem no patrimônio líquido. O encerramento das negociações também não exigirá nenhuma mudança na posição cambial do Banco Itaú, que se mantém enquadrado nos limites estabelecidos pelo Banco Central.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.