portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Itaú desiste de mais de 500 recursos que tramitavam no TST

O Itaú informou hoje que desistiu de 521 recursos que estavam em andamento no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O diretor-executivo do Banco Itaú na área de Recursos Humanos, Fernando Tadeu Perez, disse que o total dos recursos correspondia a um valor de aproximadamente R$ 50 milhões e que a maioria deles vem de processos de bancos estatais incorporados. Segundo ele, do total de 521 recursos, 441 são casos de ex-funcionários do Banestado (Banco do Estado do Paraná), Bemge (Banco do Estado de Minas Gerais) e BEG (Banco do Estado de Goiás).O diretor-executivo do Itaú explica que, a partir desta decisão, o processo será interrompido e a instituição entrará em contato com os reclamantes, a fim de formalizar um acordo. ?Bancos estatais costumam rolar esses processos na Justiça. O Itaú tem uma visão contrária a essa, já que pretende resolver essas questões rapidamente?, afirma.Perez avalia que, no final destes processos, a Justiça acabaria por decidir a favor dos reclamantes, pois são questões já tratadas anteriormente no âmbito judicial e que resultaram favoravelmente aos trabalhadores. A principal causa dos processos, segundo ele, é o período de trabalho diário acima da jornada definida em seis horas.?Para os reclamantes, a decisão do Itaú é boa, pois o dinheiro vai chegar mais rápido. Para o banco, esta é uma medida também favorável, dado que simboliza alguns princípios do banco, o da transparência e modernidade?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.