Itaú e BNDES vão financiar importador argentino

A filial do Itaú na Argentina assinou hoje com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o primeiro contrato da linha de financiamento para a compra de máquinas e equipamentos brasileiros por meio de instituições financeiras no exterior. A linha, chamada Exim Automático, é uma nova modalidade de crédito para operações de pós-embarque.

ALEXANDRE RODRIGUES, Agencia Estado

20 de agosto de 2010 | 18h40

Com a intermediação de um banco local, o BNDES vai manter linhas automáticas de financiamento de importadores de equipamentos brasileiros em seus países de origem. Os recursos são do BNDES, mas os bancos repassadores assumem o risco dos tomadores. O BNDES pagará à vista, no Brasil, o exportador após o embarque do produto.

Com a estruturação da primeira linha do modelo na Argentina, o BNDES espera dar aos exportadores brasileiros mais facilidade de financiar suas vendas no mercado argentino. Segundo nota divulgada hoje pelo BNDES, o banco negocia a abertura de linha de crédito com outros bancos na Argentina. O banco também negocia a reprodução do Exim Automático em outros países da América Latina: Chile, Peru, Colômbia, Panamá, Paraguai e Uruguai.

Segundo o BNDES, as exportações brasileiras totais de bens de capital somaram US$ 13,4 bilhões no ano passado. Os países latino-americanos foram o principal destino, por blocos econômicos, alcançando US$ 5,9 bilhões (ou 44%). O principal país importador de bens de capital foi a Argentina, com US$ 2,1 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.