Itaú espera maior expansão do crédito no 2º semestre

O Itaú prevê aceleração do crescimento do crédito no segundo semestre quando comparado ao primeiro período do ano - que teve expansão de 4,1%. A previsão é do diretor corporativo de Controladoria do Itaú, Rogério Calderón, em teleconferência com a imprensa para comentar os resultados trimestrais do banco nesta terça-feira. A razão da expansão é a expectativa também de aceleração no crescimento da economia.

ALTAMIRO SILVA JÚNIOR, Agencia Estado

24 de julho de 2012 | 12h17

Para o ano, considerando veículos, a carteira total do banco deve crescer na casa dos 10%. No segmento de financiamento de veículos, deve haver retração das operações. No final de dezembro de 2011, o saldo dessa carteira estava em R$ 60 bilhões e o banco divulgou hoje que deve fechar 2012 com saldo entre R$ 50 bilhões e R$ 52 bilhões.

A meta para a carteira total, excluindo veículos para pessoas físicas, é de expansão de 13% a 15%. Esse número foi revisto hoje. A projeção anterior era de crescimento de 14% a 17% em 2012.

Em veículos, o banco está mais rigoroso na liberação de recursos desde meados de 2011. Calderón destaca que o crédito originado recentemente já é de melhor qualidade, por causa dessa nova política de concessão, mais rigorosa. O prazo médio de financiamento, que chegou a 50 meses em 2010, caiu para 44 meses no segundo trimestre. O porcentual de entrada fechou em junho em 33% ante 24% em 2010.

"Já vemos condições mais propícias para emprestar mais em veículos", afirmou o executivo. Mas Calderón ressaltou que a aceleração dos empréstimos não deve ocorrer já.

Tudo o que sabemos sobre:
Itaúbalançosegundo trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.