Itaú fecha 2001 com lucro recorde

O Banco Itaú fechou o ano de 2001 com um lucro líquido de 2,389 bilhões, recorde na história do banco, mas abaixo das expectativas do mercado. No último trimestre, o banco lucrou R$ 234 milhões, com uma queda de 66% em relação ao período anterior. O resultado das operações do Itaú somou R$ 491 milhões no trimestre.O banco atribui a queda do lucro no quarto trimestre à amortização do ágio pago na aquisição de 84,46% do capital acionário do Banco do Estado de Goiás (BEG), que totalizou R$ 417 milhões líquidos.O lucro líquido consolidado de R$ 2,389 bilhões em 2001 mostrou crescimento de 29,76% em relação ao resultado do ano anterior (R$ 1,841 bilhão). O ganho por lote de mil ações ficou em R$ 21,41, contra R$ 15,99 em 2000. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido consolidado foi de 31,5%. O lucro líquido recorrente, de R$ 2,354 bilhões, apresentou crescimento de 22,7% em relação a 2000. Em 31 de dezembro, o patrimônio líquido consolidado do Itaú atingia R$ 7,578 bilhões, tendo evoluído 14,1% sobre dezembro de 2000. O valor de mercado do Itaú totalizou, ao final do exercício, R$ 19,499 bilhões. Segundo o Itaú, esse montante o mantém como a empresa privada de maior valor no Brasil e o banco de maior valor dentre todas as instituições latino-americanas. AtivosOs ativos consolidados do Itaú atingiram R$ 81,807 bilhões ao final de 2001, com evolução de 17,6% em relação a dezembro de 2000. O banco concentrou o esforço de ampliação de seus ativos no crescimento da carteira de crédito, que totalizou R$ 34,282 bilhões e evoluiu 25,8%, distribuídos uniformemente nos diversos segmentos de atuação do banco. As aplicações interfinanceiras de liquidez e os títulos e valores mobiliários aumentaram 2,5%, totalizando R$ 29,388 bilhões. Os recursos captados e administrados chegaram a R$ 123,970 bilhões, com evolução de 25,8% sobre 2000. Os fundos de investimento tiveram expansão de 36,0%, atingindo R$ 49,711 bilhões. O Itaú manteve a ênfase na atuação no mercado de recursos administrados, que avançou 33,9%, para R$ 55,796 bilhões. No quarto trimestreO lucro líquido do Banco Itaú no quarto trimestre de 2001 ficou em R$ 234 milhões, correspondendo a uma queda de 66,6% em relação ao terceiro trimestre. O resultado recorrente das operações atingiu R$ 491 milhões no trimestre, com queda de 22,1% em relação ao período anterior, em função dos efeitos da variação cambial nos períodos. O retorno anualizado do quarto trimestre atingiu 12,9%. No entanto, se considerado apenas o resultado recorrente, o retorno sobre o patrimônio líquido do trimestre é de 28,6%. O índice de solvabilidade alcançou 16,9%, acima dos 11% exigidos pelo Banco Central. O lucro do quarto trimestre afetou o resultado do banco no ano, que totalizou R$ 2,389 bilhões, recorde n a história do banco, mas inferior à expectativa do mercado. O Itaú fortaleceu em R$ 50 milhões a provisão para desvalorização do investimento no Banco Itaú Buen Ayre, revertendo igual valor da provisão adicional para desvalorização de títulos e valores m obiliários, constituída anteriormente para fazer frente a riscos em ambiente de alta volatilidade ou situações econômicas adversas.

Agencia Estado,

05 de março de 2002 | 12h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.