Nilton Fukuda/AE - 03/11/2008
Nilton Fukuda/AE - 03/11/2008

Itaú Unibanco descarta aumentar provisões no quatro trimestre

Presidente do conselho diz que crédito 'está melhorando' e que 'tendência é muito boa' para o final do ano

Reuters,

09 de novembro de 2009 | 07h29

O Itaú Unibanco já passou pelo pior momento da inadimplência e não pretende aumentar as provisões no quarto trimestre, disse o presidente do conselho da instituição, Pedro Moreira Salles, em entrevista à Reuters.

Ele afirmou que o pico da inadimplência ocorreu alguns meses atrás e que não espera surpresas ruins no balanço do banco no fim do ano.

"Nós acreditamos que vimos o pico da inadimplência entre os segundo e terceiro trimestres", disse ele na capital dos Emirados Arábes Unidos, Abu Dabhi. "As condições para bons crédito e portfólios estão aí e vemos a inadimplência diminuindo e revertendo para onde ela estava antes de setembro de 2008."

Moreira Salles não fez previsão para o lucro no quarto trimestre, mas afirmou que o período será "muito positivo".

"O fim do ano normalmente é um bom momento para a atividade econômica e normalmente é o mais forte para os bancos."

"O portfólio de crédito está melhorando e os negócios estão se recuperando. Estamos vendo volumes recordes... A tendência é muito boa".

Quando questionado sobre se haveria um aumento das provisões neste último trimestre, ele disse que não.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSITAUENTREVISTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.