Daniel Teixeira/ ESTADÃO
Daniel Teixeira/ ESTADÃO

Itaú Unibanco e Banco do Brasil anunciam corte nas taxas de juros para pessoa física e empresas

O Itaú informou que vai repassar integralmente o corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica, que agora está em 6% ao ano; Banco do Brasil vai reduzir os juros para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 10h34

Itaú Unibanco e Banco do Brasil, além da Caixa Econômica Federal, anunciaram na última quarta-feira, 31, redução em suas taxas de juros depois do corte na Selic

O Itaú informou que vai repassar integralmente o corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica, que agora está em 6% ao ano, conforme decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). O banco não divulgou, contudo, as taxas que passarão a valer após o movimento, apenas - para pessoa física, a redução será no empréstimo pessoal e, no caso de pessoa jurídica, no capital de giro.

O Banco do Brasil vai reduzir os juros para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário, a partir da próxima segunda-feira, 5. 

As taxas mínimas do financiamento imobiliário no BB para pessoa física passarão de 8,49% para 8,29% ao ano, nas linhas para aquisição de imóveis por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Na carteira hipotecária, o juro passou de 8,85% para 8,65% ao ano.

O financiamento para a compra de veículos também ficará mais barato. Na linha em que o cliente oferece seu automóvel como garantia, a taxa mínima pelo BB será reduzida de 1,57% para 1,53% ao mês. A condição vale apenas para contratações feitas no aplicativo do BB.

Já o juro do crédito para a compra de veículos novos e seminovos, contratados pelo mobile passará para 0,84% ao mês, ante 0,88% ao mês cobrados até então.

Nas linhas de empréstimo pessoal sem garantia, o BB reduzirá sua taxa mínima de 2,99% para 2,95% ao mês. No cheque especial, passará de 1,99% para 1,95% ao mês.

Empresas

O BB também cortará os juros para pessoas jurídicas. Na linha desconto de cheque - prazo de 30 dias, os juros mínimos passarão de 1,26% para 1,22% ao mês. Para o desconto de títulos (30 dias), a queda é de 1,16% para 1,12% ao mês.

Os juros para empresas tomarem capital de giro também foram cortados. As taxas mínimas das linhas BB Giro Digital e BB Giro Empresa para até 360 dias cairão de 2,52% para 2,48% ao mês e de 0,95% para 0,91% ao mês, respectivamente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.