carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Itaú Unibanco: Impulsionado por varejo, PIB cresce 0,2% em janeiro

Na comparação com janeiro de 2011, o PIB apurado pelo Itaú Unibanco avançou 1,7%; De acordo com a instituição, principal contribuição positiva veio das vendas do varejo ampliado

Wladimir D'Andrade,

27 de março de 2012 | 17h29

SÃO PAULO - A economia do País cresceu 0,2% em janeiro na comparação com o mês anterior, na série dessazonalizada, informou nesta terça-feira, o Itaú Unibanco, na divulgação do PIB Mensal Itaú Unibanco (PIBIU). Na comparação com janeiro de 2011, o PIB apurado pela instituição financeira avançou 1,7%. De acordo com o Itaú Unibanco, a principal contribuição positiva para o PIB mensal veio das vendas do varejo ampliado, que apresentaram aumento de 1,4% em janeiro ante dezembro na série com ajuste sazonal.

Metade dos dez setores que formam o PIB mensal apresentou avanço em janeiro ante dezembro. Além do varejo, também influenciou na alta do indicador o crescimento de 1% do setor de energia elétrica e gás. Do lado negativo, a produção da indústria de transformação recuou 2,4% no período.

O banco projeta para fevereiro um recuo de 1,1% na atividade econômica em comparação a janeiro, devido à expectativa de queda nas vendas do varejo no segundo mês do ano. Em comparação a fevereiro de 2011, o Itaú Unibanco aposta que o PIB caia 0,4% em razão do feriado do carnaval, que, neste ano, foi em fevereiro - no ano passado, a data caiu em março.

Com o resultado de janeiro e a projeção de queda para fevereiro, o Itaú Unibanco espera crescimento de 0,5% para o PIB no primeiro trimestre deste ano ante o quarto trimestre de 2011. "Esperamos uma aceleração mais consistente da atividade econômica a partir de março, em decorrência dos estímulos ao crescimento já implementados", afirma a instituição, em nota.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBItaú Unibanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.