Itaú Unibanco não busca ativos na Europa, EUA

O Itaú Unibanco deve concentrar na América Latina seus planos de expansão internacional, com chances mínimas de buscar ativos na Europa e nos Estados Unidos, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo do grupo, Roberto Setubal.

Reuters

22 de maio de 2014 | 09h41

"Na Europa seríamos apenas mais um banco", afirmou o executivo durante evento com a comunidade financeira.

"Nos Estados Unidos é muito difícil buscarmos ativos", acrescentou. Setubal também descartou planos de expansão da área de commodities do banco de investimentos do grupo, o Itaú BBA, para fora do país.

(Por Aluísio Alves; Edição de Marcela Ayres)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSITAUUNIBANHOLDEXPANSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.