Itaúsa teve ganho de R$ 882 milhões em 2000

A Itaú Investimentos S/A (Itaúsa) obteve um lucro líquido consolidado de R$ 882,4 milhões no ano passado, com queda de 7,2% em relação a 1999. A receita líquida aumentou 14,9%, para R$ 5,4 bilhões, e o resultado bruto fechou em R$ 3,9 bilhões, com aumento de 11,4% frente a 1999. A análise do lucro líquido recorrente da companhia - advindo de suas atividades próprias -, no entanto, aponta uma melhora de 23,2%, segundo o diretor-executivo e de Relações com Investidores, Henri Penchas. Ele disse que a cifra alcançou R$ 1 bilhão em 2000, frente aos R$ 813,7 milhões do ano anterior. Penchas explicou que, no ano passado, a holding contabilizou uma perda extraordinária de R$ 120 milhões, fazendo com que seu lucro consolidado somasse R$ 882,4 milhões. Segundo ele, o principal impacto negativo foi gerado por operações de compra, promovidas pelo Banco Itaú, de ações de sua própria emissão. "As ações foram compradas a valor de mercado, que é bem superior ao seu valor patrimonial", acrescentou.O diretor citou o exemplo da Duratex (produtora de louças, metais sanitários e peças de madeira, cujo lucro líquido cresceu 558,57%, fechando o ano de 2000 em R$ 66,6 milhões. Outra companhia lembrada foi a Itautec Philco, que apresentou lucro líquido de R$ 60,1 milhões, o que representa um crescimento de 196,27% no mesmo período. Ele afirmou que a expectativa da Itaúsa para 2001 é bastante positiva, justamente porque a economia dá sinais de que o crescimento deve se sustentar por mais algum tempo, mantendo os lucros das companhias nas quais a Itaúsa investe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.