Fernando Frazão/Agência Brasil
Fernando Frazão/Agência Brasil

Ivan Monteiro, da Petrobrás, é cotado para assumir o Banco do Brasil

Atual presidente da estatal permanece no cargo até a nomeação de Roberto Castello Branco para o comando da petroleira, em janeiro

Renata Agostini, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2018 | 09h44

RIO - O futuro governo deseja que o atual presidente da Petrobrás, Ivan Monteiro, permaneça na administração Jair Bolsonaro. Há conversas para que ele assuma o comando do Banco do Brasil. A proposta foi feita a Monteiro pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, apurou o Estado.

Caso essa negociação se confirme, o comando da Caixa poderia ficar nas mãos de Rubem Novaes, ex-diretor do BNDES e professor da FGV, ou de Pedro Guimarães, sócio do Banco Brasil Plural, explicou uma fonte que tem conhecimento direto das tratativas.

Na manhã desta segunda-feira, 19, foi confirmado pela assessoria de Guedes que o economista Roberto Castello Branco aceitou o convite para assumir o comando da estatal petroleira. A informação foi antecipada pelo Estado.

A Petrobrás enviou nota ao mercado nesta segunda em que confirma que Ivan Monteiro deixará a companhia a partir de 1.º de janeiro de 2019. 

O trabalho de Monteiro à frente da Petrobrás era bem avaliado por Guedes e havia disposição para que ele seguisse no comando da petroleira. Ivan Monteiro mostrou-se, contudo, reticente em permanecer por mais um período na estatal.

De acordo com relato feito à reportagem do Estado, ele argumentou a Guedes que o trabalho de reestruturação financeira já havia sido feito na companhia e descreveu o desgaste a que se submeteu nos últimos anos como empecilho para sua confirmação.

Banco do Brasil afirma que não houve  manifestação da União sobre indicação

O Banco do Brasil informou nesta segunda-feira, 19, em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que "não houve manifestação do acionista controlador sobre a intenção da Presidência da República em exercer sua prerrogativa" de indicar um nome para presidir a instituição.

A CVM questionou o BB sobre notícias de que o atual presidente da Petrobrás, Ivan Monteiro, foi sondado pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, para presidir o Banco do Brasil no governo de Jair Bolsonaro. O comando do BB mudou recentemente, com a saída de Paulo Caffarelli, que assumiu a Cielo, e a escolha de Marcelo Labuto, até então vice-presidente de negócios de varejo do banco.

Hoje, foi confirmado que Roberto Castello Branco ocupará a presidência da Petrobrás no novo governo, substituindo Monteiro, que deixa a companhia em 1º de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.