Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Ivan Zurita deixa presidência da Nestlé em julho

Entretanto, executivo permanecerá na empresa como presidente do Conselho Consultivo da Nestlé Brasil

Suzana Inhesta, da Agência Estado,

27 de abril de 2012 | 16h09

SÃO PAULO - O presidente da empresa de alimentos Nestlé no Brasil, Ivan Zurita, deixará o comando da empresa. Após quase 40 anos na companhia - 11 deles na função atual -, Zurita decidiu se aposentar a partir de 1 de julho. Entretanto, o executivo permanecerá na empresa como presidente do Conselho Consultivo (chairman) da Nestlé Brasil, de acordo com comunicado da empresa divulgado nesta sexta-feira, 27.

Em seu lugar, a partir de 1 de julho, de acordo com o plano de sucessão da companhia, ficará o atual presidente da Nestlé no México, Juan Carlos Marroquin. O executivo ingressou na Nestlé em 1985 e passou por diversos países até ser nomeado, em 2001, presidente da Nestlé na Venezuela e, em 2004, presidente da Nestlé na Região Bolivariana. Assumiu a posição de presidente da Nestlé no México em 2007.

Em coletiva realizada no início do mês, Zurita declarou que o faturamento da Nestlé no Brasil deve apresentar crescimento de 7% em 2012, em comparação com o ano passado, quando a empresa teve receita de R$ 20,6 bilhões. Segundo ele, o resultado será impulsionado pelo aumento do consumo no País.

Zurita ainda acrescentou que os investimentos da companhia no Brasil em 2012 estão dentro da média anual, que é de cerca de R$ 500 milhões e que "a cada 3% de crescimento real, a Nestlé precisa construir uma nova fábrica".

A companhia de alimentos tem atualmente 31 fábricas no País e a mais recente foi instalada no fim do ano passado, em Três Rios, no Rio de Janeiro. Segundo ele, a taxa média de ocupação da empresa está acima de 70%. "Estamos com investimentos pesados no Brasil", salientou.

Tudo o que sabemos sobre:
NestléZuritaaposentadoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.