JAL recebe sinal verde para aumentar tarifas

A Japan Airlines System Corp., mais conhecida como JAL, anunciou que elevará o preço das tarifas domésticas em 11% entre julho e setembro, devido ao declínio do tráfego aéreo. O governo japonês deu sinal verde para o plano. Em março, o governo rejeitou o pedido da JAL de elevar as tarifas para amenizar o impacto da guerra no Iraque. Desta vez, o vírus da Síndrome Respiratória Severa Aguda (SARS na sigla em inglês) representou outro golpe para o setor de aviação global. Tecnicamente, as operadoras não necessitam de aprovação do governo para mudar as tarifas aéreas domésticas, porém a JAL, vem mantendo contato próximo com as autoridades para discutir as alterações nas tarifas. A empresa foi forçada e desistir de seu plano original de aumentar as tarifas domésticas a partir de abril, após a Comissão de Comércio do Japão alertar que era muito cedo concluir que o impacto da guerra no Iraque constituía uma mudança abrupta nas condições econômicas. As operadoras elevaram de forma uniforme as tarifas de vôos internacionais em 3% em 15 de abril, em linha com a decisão da Associação Internacional de Transporte Aéreo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.