Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Japão amplia liquidez e mantém juros

O conselho do Banco do Japão, o Banco Central japonês, manteve a política monetária inalterada, mas sinalizou a disposição de seguir estimulando o alívio do crédito, ao elevar o excesso de liquidez permitido para o sistema financeiro.A decisão ocorre em meio ao aumento das preocupações em relação à situação do setor bancário, o que tem provocado perdas contínuas aos preços das ações dos grandes bancos japoneses. Após um encontro de dois dias, o BC do Japão divulgou um comunicado informando que os nove membros do conselho votaram por unanimidade pela manutenção da política monetária.Mas, em uma atitude incomum, um porta-voz do banco informou que o conselho monetário decidiu elevar o balanço em conta corrente para o limite máximo da meta atual de 15 trilhões de ienes a 20 trilhões de ienes. Anteriormente, o banco procurava manter o excesso de liquidez no mercado ao redor do meio desse limite.O comunicado foi interpretado como uma estratégia do BC japonês para mostrar que está usando os instrumentos para colocar mais dinheiro no sistema financeiro, ao invés de apenas anunciar as medidas.

Agencia Estado,

19 de novembro de 2002 | 15h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.