Japão anuncia novo pacote econômico de US$ 273 bi

O governo do Japão revelou os detalhes de um novo pacote de estímulo à economia, avaliado em 26,9 trilhões de ienes (US$ 273 bilhões) e que deve consumir 5 trilhões de ienes (US$ 50,81 bilhões) de recursos do orçamento atual. Este é o segundo plano para impulsionar a economia lançado pelo país neste ano.O pacote inclui medidas como a redução do imposto de renda - que custará ao governo japonês cerca de 2 trilhões de ienes (US$ 20,32 bilhões) -, a isenção de impostos aplicados sobre o ganho de capital e dividendos, um auxílio de 500 bilhões de ienes (US$ 5 bilhões) para as pequenas empresas e a disponibilidade de mais de 2 trilhões de ienes (US$ 20,31 bilhões) para a recapitalização dos bancos. O Japão também afrouxará as regras de marcação a mercado para os bancos.Se forem contabilizados os programas que não consumirão recursos públicos imediatamente - como garantias do governo para os empréstimos realizados por pequenas empresas - o pacote custará aos cofres japoneses 26,9 trilhões de ienes. Para as medidas que exigem recursos no curto prazo, como o corte no imposto de renda, serão utilizados 5 trilhões de ienes do orçamento atual.Este é o segundo pacote lançado pelo Japão neste ano. O primeiro deles foi introduzido em agosto, com o objetivo de combater os preços elevados do petróleo e de outros recursos no mercado internacional. Analistas prevêem que o Banco do Japão pode anunciar novas medidas amanhã, inclusive um corte na taxa básica de juros de 0,5% para 0,25% ao ano, como forma de estimular a economia. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.