Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Japão aprova pacote de US$ 54 bilhões contra recessão

O governo do Japão aprovou ontem um orçamento extra no valor de 4,79 trilhões de ienes (US$ 54 bilhões) para financiar medidas econômicas para prevenir que a segunda maior economia do mundo entre em recessão profunda, em meio à crise global.O governo planeja submeter o orçamento adicional - o segundo no ano fiscal até março - aos legisladores em 5 de janeiro, mas não está claro quando a proposta poderá passar pelo dividido parlamento, enquanto alguns analistas duvidam do impacto das medidas na economia.O orçamento adicional é destinado a financiar novos planos de gastos, totalizando 10 trilhões de ienes a partir de dois pacotes econômicos anunciados pelo primeiro-ministro Taro Aso. Um dos pacotes, de 27 trilhões de ienes, foi revelado em outubro, e o outro, de 43 trilhões de ienes foi divulgado na sexta-feira.ESTÍMULOTóquio se somou a outros governos por todo o mundo ao garantir centenas de bilhões de dólares em planos de estímulo fiscal para diminuir o impacto da crise financeira em suas economias.Mas as ações aumentaram os temores de piora das já abatidas finanças do Japão, sendo que a dívida pública tem valor uma vez e meia maior que o Produto Interno Bruto (PIB) do país, a maior relação do tipo no mundo desenvolvido.Alguns analistas disseram que as medidas do Japão são nebulosas, ao se considerar que as ações orçamentárias não devem ser implementadas antes de abril."O problema é que levará mais de cinco meses para que o primeiro-ministro Aso leve em frente suas medidas econômica, em uma época em que as condições econômicas estão se alterando rapidamente no país e no exterior", disse Takahide Kiuchi, economista-sênior do Nomura Securities.

Reuters, Tóquio, O Estadao de S.Paulo

20 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.