Japão confirma 25º caso de mal vaca louca

O Ministério da Saúde do Japão confirmou nesta quarta-feira o 25º caso de mal da vaca louca, em um animal morto no oeste do país. Segundo a agência Kyodo, o animal, de quase seis anos, foi criado em uma fazenda de Nagi, na província de Okayama. Segundo fontes ouvidas pela Kyodo, a vaca contaminada com encefalopatia espongiforme bovina (EEB), já tinha sido retirado da cadeia destinada à alimentação humana. Embargo O Japão fechou suas fronteiras à carne bovina do Canadá, em maio de 2003, e dos Estados Unidos, em dezembro daquele ano, depois que foram registrados os primeiros casos de EEB. Após uma breve suspensão do embargo, entre dezembro e janeiro passados, a medida foi retomada após se encontrar um pedaço de espinha dorsal (uma das partes que comportam maior risco de conter tecidos infectados) em uma remessa de carne procedente dos Estados Unidos. O primeiro caso de vaca louca foi detectado no Japão em 2001. Em fevereiro de 2005, foi confirmada pela primeira vez a variante humana desse mal (a doença de Creutzfeldt-Jakob). O paciente morreu no final de 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.