Japão confirma 9º caso de doença da vaca louca

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar do Japão confirmou hoje o nono caso no país da encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como doença da vaca louca. O animal, de 21 meses de idade, foi abatido em Hiroshima e testes preliminares já tinham indicado a possibilidade da doença. É o segundo registro de bovino com menos de 30 meses infectado pela doença no país. Isso preocupa as autoridades sanitárias porque acreditava-se que, abaixo dessa idade, a ocorrência da doença era praticamente impossível. Na Europa, por exemplo, os testes são realizados apenas em bovinos abatidos com mais de 30 meses. No caso deste nono caso do Japão há mais um fator de preocupação: o animal nasceu no país, ao contrário dos demais, que foram importados.Desde o mês passado, o Japão tem adotado métodos de controle e rastreamento da doença mais rígidos. O país registrou seu primeiro caso de vaca louca em setembro de 2001. A ingestão de carne contaminada pela doença provoca o mal de Creutzfeldt-Jakob, uma doença que degenera o sistema nervoso central.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.