Japão culpa exportações por desaceleração do PIB

O ministro da Economia do Japão, Akira Amari, declarou que a economia do país continua em trajetória positiva. "A demanda doméstica está em boa forma. A tendência econômica está apontando para cima, liderada pela demanda no setor privado", disse.

AE, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2014 | 00h06

Para o ministro, o capex (investimento em bens de capital) e os resultados corporativos devem sustentar a recuperação econômica. Mais cedo, o governo japonês revelou um crescimento de 1,0% do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre do ano passado, na comparação com o mesmo período de 2012. No terceiro trimestre, o crescimento havia sido de 1,1%, na mesma base de comparação.

Embora os números do PIB tenham confirmado mais um trimestre de crescimento, o desempenho econômico do Japão no final do ano passado frustrou as projeções do mercado. Economistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam um crescimento de 0,7% no mesmo período.

O ministro afirmou que a desaceleração no crescimento do PIB se deu por conta da lentidão no ritmo de melhora no ambiente para as exportações. Amari citou instabilidades nas economias emergentes em meio às preocupações dos investidores sobre os efeitos da retirada gradual dos estímulos dos EUA à economia. Amari também lembrou que o consumo privado deve ser observado atentamente após a implantação do novo imposto sobre vendas, que aumentará para 8% em abril, de 5% atualmente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.