Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Japão deve injetar mais US$ 200 bi para estimular economia

Ministro das Finanças diz que economia continua a retrair no 1º trimestre de 2009.

BBC Brasil, BBC

22 de março de 2009 | 20h30

O ministro das Finanças do Japão, Kaoru Yosano, sugeriu, neste domingo, que o governo terá de gastar mais US$ 200 bilhões para estimular a economia do país, fortemente abalada pela crise financeira internacional.

Segundo o jornal Kyodo News

, Yosano alertou, durante uma entrevista transmitida por um canal de TV, que a economia japonesa está sofrendo uma contração no primeiro trimestre deste ano semelhante à do trimestre passado, quando o Produto Interno Bruto (PIB) do país encolheu 12,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na semana passada, o primeiro-ministro japonês, Taro Aso, ordenou a seu gabinete que formule um terceiro pacote de estímulo econômico nos próximos meses.

O Japão, cuja economia é sustentada pelas exportações, tem sido altamente afetado com a queda acentuada da venda carros, produtos eletrônicos e maquinários.

O recuo de 12,1% do Japão entre outubro e dezembro de 2008 foi o maior entre as maiores nações industrializadas, tendo ultrapassado o da economia americana (6,2%).

Ainda segundo o jornal, o ministro disse que a economia japonesa deverá retrair mais de 6% em 2009, uma projeção pior do que a estimada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê recuo de 5,8% para o país este ano. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
japãocriserecessão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.