Japão diz que movimentos cambiais têm sido desequilibrados

O ministro das Finanças do Japão, Hirohisa Fujii, disse que os movimentos no mercado de câmbio têm sido um pouco desequilibrados, depois de recentemente ter dito que um iene mais forte poderia ajudar a economia.

REUTERS

28 de setembro de 2009 | 08h03

Ele também afirmou que é errado interpretar seus comentários como uma permissão para elevar o iene.

"Algumas pessoas nos mercados estão distorcendo meus comentários. Na raiz (da alta do iene ante o dólar) está a política norte-americana. Mas os mercados vão se corrigir em breve", disse ele a jornalistas.

Os comentários foram feitos poucas horas depois de Fujii dizer à agência de notícias Dow Jones que os atuais movimentos do câmbio "não são anormais" e que um "dumping cambial" para defender os exportadores japoneses seria errado. Isso ajudou o iene a atingir 88,23 por dólar, maior patamar desde janeiro.

Os mercados especulam que a promessa do governo de focar suas políticas na economia doméstica o deixará menos inclinado a ajudar os exportadores por meio de intervenções no câmbio.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOCAMBIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.