Japão ensaia recuperação, mas fecha em queda de -6,36%

Índice Nikkei da Bolsa japonesa fechou em 7.162,90 pontos, o menor valor em 26 anos; Hong Kong cai -8,61%

Agências internacionais,

27 de outubro de 2008 | 05h14

As Bolsas asiáticas fecharam o primeiro pregão da semana com fortes baixas. O destaque é a Bolsa de Tóquio que chegou a se recuperar durante a jornada, mas recuou e encerrou em -6,36%, com os exportadores e os bancos preocupados com uma recessão global.   G7 está preocupado com a 'excessiva volatilidade' do iene Bolsa do Japão abre em baixa e se recupera no meio da jornada Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise    O índice Nikkei fechou em 7.162,90 pontos, o menor valor em 26 anos, apesar de um comunicado do G7 (grupo dos países mais desenvolvidos do mundo).   Nesta segunda-feira, o grupo formado por Estados Unidos, Japão, França, Reino Unido, Itália, Canadá e França divulgou uma nota expressando sua preocupação com a "excessiva volatilidade" na taxa de câmbio da divisa japonesa e reafirmando seu respaldo a um sistema financeiro "forte e estável".   A negociação nesta segunda-feira foi extremamente volátil no mercado japonês, com o Nikkei apresentando um ganho de 3% para cair mais de 6% durante a tarde.   O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, anunciou nesta segunda-feira, 27, que seu governo buscará um maior controle da venda de ações a curto prazo, depois que a bolsa japonesa perdeu ao redor da metade de seu valor desde o início do ano.   Segundo a agência japonesa Kyodo, Aso também tratará de injetar mais fundos para capitalizar as instituições financeiras japonesas.   O governante japonês deseja estabilizar o Bolsa de Valores e fortalecer o sistema financeiro japonês, afetado pela crise creditícia global.   Os outros mercados asiáticos também despencaram, com exceção de Seul que ganhou 0,82%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng desabou -8,61%. Banngcoc perdeu -6,96%, Sydney -1,65%; Jacarta -6,93%, Xangai -6,32% e Manila -12,27%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.