carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Japão, Hong Kong e Coréia deixam de importar carne canadense

Japão, Hong Kong e Coréia do Sul suspenderam as importações de carne bovina do Canadá depois da descoberta de um caso de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como doença da vaca louca, em uma propriedade canadense. Nas Filipinas, o governo estuda a proibição das importações. Ontem, o ministro da Agricultura do Canadá, Lyle Vanclief, confirmou que um caso isolado de vaca louca foi registrado em Alberta, mas ressaltou que a carcaça do animal infectado não chegou a entrar nas cadeias de alimentos e ração. A vaca de corte de oito anos de idade foi abatida em 31 de janeiro, mas os resultados dos testes que confirmam a presença da doença foram divulgados apenas ontem. Logo depois do anúncio, os Estados Unidos suspenderam a importação de carne bovina e subprodutos do Canadá. É o primeiro caso da doença registrado no país nos últimos dez anos. O embargo de vários países asiáticos às importações de carne bovina do Canadá preocupa, mas este país não é grande fornecedor da região. No Japão, por exemplo, as importações de carne canadense correspondem a apenas 3% do total. JapãoO governo japonês, segundo a agência Kyodo News, proibiu todas as importações de animais vivos, carne e produtos derivados provenientes do Canadá. Segundo a Federação Canadense de Exportadores de Carne Bovina, as vendas desses produtos para o mercado japonês totalizaram US$ 69,6 milhões em 2002. O Japão tem registrados oito casos de doença da vaca louca, o último deles em fevereiro. Hong KongEm Hong Kong, o Departamento de Alimentação e Higiene Ambiental suspendeu temporariamente as importações de carne bovina canadense. Segundo um porta-voz do departamento, a medida está de acordo com as recomendações do Escritório Internacional de Epizootias (OIE). Coréia do SulNa Coréia do Sul, foram suspensas as compras de carne e partes de bovinos do Canadá também por causa da doença da vaca louca. Segundo o Ministério da Agricultura local, toda a carne canadense que está armazenada no país será devolvida ou descartada. A Coréia do Sul importou 19 mil toneladas de carne e partes de bovinos do Canadá entre janeiro e abril deste ano. O país já tinha banido as importações de outros 30 países europeus onde ocorreram casos de doença da vaca louca. A maior parte das compras de carne sul-coreana é fornecida pelos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, países não atingidos pela doença. FilipinasNas Filipinas, o Departamento de Agricultura local estuda a proibição das importações de carne canadense. Ronello Abila, chefe do serviço nacional de quarentena veterinária, disse que a recomendação para tal medida está sendo preparada pelo Bureau da Indústria Animal e será enviada para aprovação do secretário de Agricultura, Luis Lorenzo. Em 2002 as Filipinas importaram 767.222 quilos de partes de bovinos do Canadá. Entre janeiro e 5 de maio deste ano as compras chegaram a 474.709 quilos.Doença degenera sistema nervoso central dos humanosA vaca louca é transmitida de um animal a outro através de ossos e carne reciclados de animais infectados. Pesquisadores acreditam que o consumo de carne de animais contaminados pela vaca louca é a provável causa do mal de Creutzfeldt-Jakob, doença mortal, que degenera o sistema nervoso central de seres humanos. Esse mal matou mais de cem pessoas na Europa, a maioria no Reino Unido.

Agencia Estado,

21 de maio de 2003 | 10h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.