Japão investirá US$ 300 milhões no álcool do Brasil

O governo japonês investirá US$ 300 milhões no financiamento de pesquisas e de produção de álcool combustível no Brasil. O financiamento é uma forma de os japoneses garantirem o fornecimento do combustível para a mistura à gasolina. O dinheiro virá do Ministério da Ciência e Tecnologia do Japão e da New Energy Development Organization (Nedo) e será destinado para o BNDES, que aprovará os projetos brasileiros e dará uma contrapartida ainda não definida.O dinheiro também será destinado à produção de biodiesel e outras formas de energia renovável. O secretário de desenvolvimento de produção do Ministério do Desenvolvimento, Carlos Gastaldoni, afirmou que as negociações com os japoneses "ainda estão em ritmo lento e em fase de definição dos agentes que irão participar do processo". O Japão quer garantias de um fornecimento mínimo de 2 a 3 bilhões de litros para suprir o início do programa de mistura de 3% do anidro à gasolina no país.O presidente da Câmara Setorial do Açúcar e do Álcool do Ministério da Agricultura, Luiz Carlos Corrêa Carvalho, acredita que US$ 45 milhões serão investidos no Pólo Nacional de Biocombustíveis, lançado em janeiro pelo presidente Lula e que terá a sede na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), em Piracicaba (SP). De acordo com o diretor da Esalq, José Roberto Postali Parra, na última semana uma comitiva japonesa do Ministério da Ciência e Tecnologia esteve no Brasil para detalhar o apoio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.