coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Japão mantém taxa de juros em 0,1% ao ano

BOJ vai iniciar a compra direta de até US$ 10,7 bilhões de títulos corporativos em poder dos bancos

Clarissa Mangueira, Agência Estado

19 de fevereiro de 2009 | 05h45

O Comitê de Política Monetária do Banco do Japão (BOJ, banco central do país) decidiu por unanimidade, nesta quinta-feira, 19, manter sua taxa de juros inalterada em 0,1% ao ano, considerando que o nível da taxa está baixo o suficiente para ajudar uma economia que se deteriora rapidamente. A autoridade monetária aprovou ainda novas medidas para tornar mais fácil a captação de recursos pelas companhias japonesas. Veja Também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise O Comitê decidiu também iniciar a compra direta de até 1 trilhão de ienes (US$ 10,7 bilhões) de títulos corporativos em poder dos bancos, com ratings de crédito "A" ou acima e que vencem dentro de um ano. A medida tem por objetivo facilitar a captação de recursos pelas companhias até o encerramento do ano fiscal, em 31 de março, quando a necessidade de formação de caixa é enorme.A economia japonesa tem se deteriorado rapidamente devido à forte queda das exportações e ao enfraquecimento da demanda doméstica, ao mesmo tempo em que o lucro das empresas recua e o desemprego aumenta.  O Produto Interno Bruto (PIB) teve queda de 12,7% no quarto trimestre do ano passado, marcando a maior retração da economia japonesa desde o choque do petróleo em 1974.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãojuroscrise financeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.