Japão ordena que Citibank suspenda atividades no varejo

Governo acusa banco de não tomar medidas suficientes para inibir lavagem de dinheiro

Hélio Barboza, da Agência Estado,

26 de junho de 2009 | 13h23

O órgão regulador do sistema financeiro do Japão ordenou que a filial do Citibank no país suspenda as atividades de venda em suas operações de varejo, acusando o banco de não fazer o suficiente para impedir a lavagem de dinheiro.

 

A suspensão determinada pela Agência de Serviços Financeiros (FSA, na sigla em inglês) inclui a publicidade e cobre o período de 15 de julho a 14 de agosto. A Agência disse que é inadequado o monitoramento realizado pelo Citibank sobre as transações, incluindo as possíveis transações com organizações criminosas e outros grupos antissociais.

 

É a segunda vez que a unidade japonesa do Citibank sofre uma penalidade administrativa por causa da lavagem de dinheiro. Em setembro de 2004, a FSA também suspendeu algumas operações do banco. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
CitibankJapãolavagem de dinheiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.