Japão piora, pela segunda vez, avaliação sobre a economia

O governo do Japão reduziu nesta terça-feira sua avaliação econômica pelo segundo mês consecutivo porque o consumo fraco depois da elevação do imposto sobre as vendas feita em abril está levando as empresas a reduzirem a produção.

REUTERS

21 de outubro de 2014 | 07h54

O governo também diminuiu sua visão sobre a produção industrial pela primeira vez em cinco meses diante da menor produção de bens pelas empresas e estoques maiores devido à fraca demanda.

A avaliação vem após pesquisa do central japonês feita no início deste mês, que mostrou que a confiança no setor de serviços piorou no terceiro trimestre, com a economia enfrentando dificuldades para superar o impacto da elevação do imposto sobre vendas.

Economistas dizem que o Japão irá provavelmente evitar uma recessão, mas os gastos do consumidor e a produção consistentemente fracos podem alimentar a especulação de que o primeiro-ministro, Shinzo Abe, vai adiar o segundo aumento de imposto sobre vendas previsto para o próximo ano.

"A economia japonesa está em recuperação moderada, mas recentemente pode se ver fraqueza", informou o Escritório do Gabinete em seu relatório econômico mensal para outubro.

Isso foi um rebaixamento em relação à avaliação do mês passado, que disse que a fraqueza estava limitada a apenas alguns setores.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROJAPAOREDUZ*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.