bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Japão pode antecipar corte de impostos para 2002

O governo japonês considera a implementação de uma série de cortes nos impostos no ano fiscal de 2002, um ano antes do previsto, para tentar impulsionar a economia e promover reformas estruturais, informou o jornal Nihon Keizai. O governo estuda medidas como incentivo fiscal às empresas que investirem em pesquisa e desenvolvimento e reduzir os impostos sobre recursos transferidos por pais ou responsáveis aos jovens. O partido do governo considerou também uma proposta paracortar a taxa imposta sobre as vendas de terras. A perda dereceita com tais impostos seria compensada pela venda de ativos do governo e por corte nos gastos - com manutenção em 30 trilhões de ienes ou redução na emissão de bônus do governo no ano de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.