R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Japão prepara 4º pacote de estímulo econômico

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, ordenou formalmente hoje um outro pacote de estímulo, o quarto do país desde agosto do ano passado, para tirar a economia do país do que parece ser a sua mais profunda recessão do pós-guerra. Aso não revelou o tamanho do Orçamento suplementar que seu gabinete projetará no curto prazo para pagar as planejadas novas medidas de estímulo, mas analistas esperam que o Orçamento inclua pelo menos 10 trilhões de ienes (US$ 101,6 bilhões) em despesas e cortes de impostos.

CLARISSA OLIVEIRA, Agencia Estado

31 de março de 2009 | 07h48

O pacote marca o mais recente esforço do impopular governo de Aso para recuperar o crescimento e os insatisfeitos eleitores antes das cruciais eleições gerais. Desde agosto de 2008, o Japão já adotou três pacotes, que são estimados em 75 trilhões de ienes e incluem 12 trilhões de ienes em despesas e cortes de impostos. A opinião predominante é de que o novo plano de estímulo custará mais do que os três pacotes juntos já criados pelo governo japonês.

Aso fez o pedido após os partidos do governo Liberal Democratas e New Komeito elaborarem a seu pedido, há duas semanas, um projeto com passos potenciais tais como a compra de fundos de índice negociado para reativar as bolsas locais e medidas destinadas a gerar milhões de empregos em poucos anos.

Aso fixou, para meados de abril, o prazo final para a elaboração do pacote. Especula-se que o governo japonês possa destinar 10 trilhões de ienes ou mais para um Orçamento suplementar no ano fiscal de 2009, que se inicia amanhã. Esse Orçamento deve ser anunciado em maio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
crisepacoteJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.