bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Japão quer negociar tarifas sobre o aço com a China

O Japão planeja pedir negociações bilaterais com a China para discutir a decisão do governo chinês de impor tarifas de importação sobre vários tipo de aço, segundo informações da Kyodo News, citando o vice-ministro da Economia, Comércio e Indústria do Japão, Katsusada Hirose. "Queremos ouvir os detalhes deles", disse Hirose, referindo-se às tarifas do aço propostas pela China. A televisão estatal da China CCTV disse que essas tarifas, solicitadas como medida de "salvaguarda", segundo as normas da OMC, serão aplicadas em nove produtos do aço e variam entre 7% a 26%.Ontem, o Ministério de Comércio Exterior e Cooperação Econômica da China disse que a alíquota de 26% será aplicada em laminados a quente e a frio, enquanto as folhas de ferro estanhado terão uma tarifa de 25%. "Tememos que a medida adotada pela China afete de forma adversa a indústria siderúrgica do Japão", afirmou Hirose.Do total das exportações japonesas de aço, aproximadamente 15% delas são remetidas para a China. Segundo as normas da OMC, um país está autorizado a solicitar medidas de salvaguarda, apenas se indústria doméstica em questão é afetada gravemente. As autoridades do Japão afirmam que essa última ação da China poderá opor-se às normas da OMC, já que a demanda do aço na China continua robusta.As autoridades do governo chinês disseram que o aumento das importações foi particularmente brusco em março, aparentemente conseqüência de um desvio da comercialização do aço, após os EUA sobretaxarem o produto em até 30% durante três anos para proteger a indústria siderúrgica norte-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.