Japão retaliará EUA com tarifas de 100%

O Japão notificou a Organização Mundial do Comércio (OMC) que pretende impor tarifas retaliatórias de 100% sobre exportações de aço dos EUA, a partir de 18 de junho, disse o ministro da Economia, Comércio e Indústria do Japão, Takeo Hiranuma , segundo informações do Kyodo News. É a primeira vez que o Japão assume uma medida de retaliação em uma disputa comercial.A medida ocorre após o fracasso das tentativas do ministro japonês e do representante do Comércio dos EUA, Robert Zoellick, de diminuírem as suas diferenças sobre as recentes sobretaxas do aço impostas pelo governo norte-americano.No entanto, Hiranuma e Zoellick concordaram em prosseguir com as negociações e Tóquio pretende fazê-lo até o último minuto de 17 de junho, na tentativa de pressionar os EUA para que os produtos de aço do Japão fiquem isentos das tarifas, disse o Kyodo News.A medida de retaliação de US$ 123,43 milhões do Japão possui duas partes: a primeira envolve US$ 4,88 milhões em tarifas que serão impostas a partir de 18 de junho sobre os produtos de aço dos EUA, caso o governo norte-americano não chegue a nenhum acordo com o Japão. Os US$ 118,55 milhões restantes foram reservados para impor tarifas sobre itens ainda não decididos, no caso de o painel da OMC decidir contra a decisão dos EUA de impor tarifas de até 30% sobre as importações de aço e caso o governo norte-americano mantenha as sobretaxas.O Japão planeja acompanhar a União Européia na solicitação à OMC de um painel até segunda-feira, tendo em vista que o processo de consultas com os EUA fracassou, porém, poderá levar até dois anos até que o painel emita uma decisão final. As primeiras tarifas que o Japão pretende impor se baseiam nas sobretaxas de 30% que os EUA estão cobrando sobre as exportações japonesas de placas de aço, que totalizaram US$ 18,11 milhões em 2001.Contudo, esse montante fica abaixo dos 378 milhões de euros (US$ 345,7 milhões) que a Comissão da União Européia disse que precisa recuperar através da imposição de tarifas de 100% sobre têxteis, frutas e outros produtos norte-americanos.O Japão estima que as siderúrgicas japonesas serão taxadas em US$ 123,43 milhões no início deste ano após a imposição pelos EUA de tarifas de até 30%. As importações do Japão de produtos de aço dos EUA totalizaram US$ 182,46 milhões em 2001, disse o Kyodo News.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.